• Linha_Praia do Curral_Home 2

História de Ilhabela

  • 014
  • Tortugas 2

Um paraíso chamado Ilhabela

Um enorme santuário ecológico, onde se contam muitas lendas sobre piratas, tesouros escondidos e navios submersos.

A natureza exuberante e praias de águas cristalinas encantam a todos que a visitam.

  • galeria-ilhabela-praia-bonete-credito-thinkstock-522619781
  • galeria-ilhabela-praia-jabaquara-credito-thinkstock-522565361

Sua história fragmentou-se com o tempo, mas consta que foi descoberta em 20 de janeiro de 1502 e segundo alguns historiadores seu nome teria sido dado por Américo Vespúcio que a chamou de Ilha de São Sebastião, pois era conhecida como Ilha de Maembipe pelos indígenas que por aqui passaram.

  • historia-ilhabela

Em 1785, o Padre Manoel Gomes P. Mazagão ergueu a capela de Nossa Senhora D’Ajuda e Bom Sucesso, no local onde seria estabelecida uma vila inicialmente chamada de Villa Bella, Villa Bella da Princesa e depois Formosa. Em 1944 denominou-se a vila finalmente como Ilhabela.
Portanto, ao contrário do que muitos acreditam, Ilhabela é o nome da cidade, pois a ilha em si, continua a chamar-se Ilha de São Sebastião.

A Mata Atlântica domina 85% de sua superfície, numa deslumbrante visão entre o mar em perfeita harmonia com o verde de suas montanhas.

Neste cenário, a história, tesouros, lendas e mistérios misturam-se num infindável repertório de belezas naturais.

Em 1977, Ilhabela foi transformada em Parque Estadual e declarada Reserva da Biosfera pela Unesco, garantindo uma das últimas reservas praticamente virgens da Mata Atlântica.

Hoje Ilhabela, mundialmente conhecida como “Capital da vela”, agora desperta para atividades repletas de aventuras como Kitesurf, Stand Up; Mergulho, Trilhas Ecológicas, entre muitas outras.

Neste cenário, a história, tesouros, lendas e mistérios misturam-se num infindável repertório de belezas naturais.
Em 1977, Ilhabela foi transformada em Parque Estadual e declarada Reserva da Biosfera pela Unesco, garantindo uma das últimas reservas praticamente virgens da Mata Atlântica.

  • 004
Fechar